Opinião

Aprender é a única coisa da qual a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende (Leonardo da Vinci)

IMPRODUTIVO CONGRESSO                                                                    

Meses a fio, o nosso Parlamento debateu a mais do que inadiável reforma política. E o que se viu na lei promulgada pelo presidente Temer foi uma reforminha de araque... Com pífia cláusula de barreira já para o pleito de 2018, e o fim das coligações partidárias somente para eleição de 2020.

O OBJETIVO

Único dos parlamentares era aprovar um fundo público, com recursos dos contribuintes, para financiar as campanhas eleitorais. Inicialmente seriam de R$ 3,6 bilhões! A gritaria pelas redes sociais foi tão grande que abandonaram esse golpe... E com o passar do tempo, para não ficar sem verbas para eleição, e como da cabeça destes improdutivos representantes do povo, que não nasce coisa boa, veio um novo golpe! Como do fundo que aprovaram de R$ 1,7 bilhão, sendo que 30%, ou R$ 1,3 bilhão, garfaram das emendas parlamentares, que vão deixar 5.565 prefeitos com menos verbas para saúde, educação e obras viárias etc.

NÃO SATISFEITOS

Ainda aprovaram censurar, como se estivéssemos em tempos de ditadura, e sem autorização judicial, que todas as críticas supostamente abusivas na internet contra políticos durante a campanha eleitoral fossem suprimidas da rede. E por ser supérfluo, e ao som da indignação popular, em boa hora o presidente Temer vetou.

CANDIDATURA AVULSA

Poderá abrir caminho para picaretagem. A confirmação da tendência de os ministros do Supremo Tribunal Federal autorizarem candidaturas avulsas, sem exigência de filiação partidária, deverá provocar muita confusão no processo eleitoral de 2018. A começar pela divisão do bolo bilionário do “fundão eleitoral”. Afinal, candidatos avulsos também são filhos de deus, ou seja, do STF, e terão direito a financiamento público para suas campanhas. Entre candidatos avulsos haverá gente séria, mas também aqueles interessados apenas no “fundão eleitoral” (R$1,7 bilhão, por enquanto).

EFAPI 2017 – SEGURANÇA                                                                         

É forte a sensação de segurança em todos os espaços do Parque de Exposições Tancredo Neves EM Chapecó. Até domingo dia 15, Policiais Militares, Civil, Rodoviária Federal, Estadual, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, agentes de trânsito e Vigilância do Município, além de profissionais de empresas privadas, fazem a segurança da Exposição-Feira Agropecuária, Industrial e Comercial (EFAPI). Tranquilidade é o que não falta.

SEGURANÇA REFORÇADA

Câmeras de vigilância estão espalhadas pelo parque como uma iniciativa privada para dar apoio às operações de segurança. O monitoramento é de responsabilidade da Guarda Municipal. A Polícia Civil coordena a escolta dos artistas que se apresentam na expo-feira e também conta com uma Delegacia dentro do parque para o registro de ocorrências.

EXPORTAÇÕES CATARINENSES DE CARNES

Mesmo com as exportações catarinenses de carne suína e de frango registrando queda em setembro, depois de um recorde de exportações em agosto, o saldo do setor se mantém positivo em Santa Catarina. Em 2017, a arrecadação com as exportações de carne suína já é 27,5% maior do que no mesmo período do ano passado, o mesmo acontece com a carne de frango que teve um crescimento de 7,5% nas receitas.

Comentários